Participantes do XVI Encontro Nacional de Engenharia e Desenvolvimento Social visitam área de reflorestamento no Parque Estadual do Utinga

Participantes do XVI Encontro Nacional de Engenharia e Desenvolvimento Social visitam área de reflorestamento no Parque Estadual do Utinga

Estudantes de diversas Universidades do Brasil visitaram nesta quinta-feira, 14, no Parque Estadual do Utinga, a Área de Reflorestamento manejada através do Método  Miyawaki de Recuperação de Áreas Alteradas. A ação faz parte do XVI Encontro Nacional de Engenharia e Desenvolvimento Social, evento que busca evidenciar a relação da engenharia em todas as áreas de atuação.

A atividade contou com a presença da Engenheira Agrônoma, Denise Torres, que junto com os técnicos do Instituto Amigos da Floresta Amazônica – ASFLORA, conduziu os alunos de diversas áreas como engenharia sanitária, engenharia elétrica, engenharia civil, geologia, direito, ciências sociais dentre outros, onde puderam acompanhar na prática o processo de desenvolvimento e reflorestamento de áreas degradadas.

“A visita foi muito importante e enriquecedora para nós, pois pudemos enxergar algo que parecia impossível de ser feito. Tanto para nós que somos da área quanto para quem não é, conhecer uma partícula da Amazônia sendo recuperada e ver o ambiente conseguindo se proteger, crescer e se desenvolver é muito gratificante”, afirma Felipe Silva, estudante de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade do Estado do Pará – UEPA.

No final da atividade os alunos receberam um bônus, puderam conhecer de perto as Ararajubas, pássaros endêmicos da região amazônica. As aves passam pelo processo de reintegração á natureza, graças ao projeto Reintrodução e Monitoramento das Ararajubas em Unidades de Conservação da RMB – Belém Mais Linda.

top