Instituto Amigos da Floresta Amazônica – ASFLORA recebe Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social.

Instituto Amigos da Floresta Amazônica – ASFLORA recebe Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social.

O Instituto Amigos da Floresta Amazônica – ASFLORA angariou com a premiação de 3° lugar, o valor de R$20.000,00 e mais o selo de certificação de tecnologia social, na 10 ª edição do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social. O evento que aconteceu nos dias 15 e 16 de outubro, no Hotel Royal Tupilin, em Brasília – DF, reconheceu as atividades do Instituto mostrando que seu trabalho é capaz de fazer a diferença no meio social e ambiental a nível nacional.

O evento que é considerado um dos principais do terceiro setor do país, premia instituições sem fins lucrativos que apresentem iniciativas e projetos que desenvolvem algum tipo de beneficiamento social inovador, e que possa fazer a diferença e ser reaplicado em qualquer lugar do Brasil.

Além das 04 categorias premiadas, “Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital”; “Educação”, “Geração de Renda” e “Meio Ambiente”, houve este ano a categoria “Internacional” e mais 03 especiais “Mulheres na Agroecologia”, que visa a identificar tecnologias sociais que promovam o protagonismo feminino na gestão da produção agroecológica; “Gestão Comunitária e Algodão Agroecológico”, destinada a identificar tecnologias sociais de modelos de gestão/governança de organizações e comunidades na produção do algodão agroecológico, e “Primeira Infância”, que identifica tecnologias sociais que promovam ações que abordem as dimensões do desenvolvimento infantil (linguagem, cognitivo, motricidade e socioafetividade), o fortalecimento de vínculos familiares e o exercício da parentalidade.

24 tecnologias sociais foram contempladas a participar do evento que teve a presença de diversos representantes empresariais e políticos, incluindo a presença do Senhor Excelentíssimo Osmar Terra, Ministro da Cidadania, da Primeira Dama Michelle Bolsonaro e do Presidente do Banco do Brasil Rubem Novaes, das quais 03 concorriam por categoria.

Sendo a única instituição do estado do Pará finalista na categoria meio ambiente, o Instituto Amigos da Floresta Amazônica – ASFLORA, através de seus representantes Bruno Amaral e Josiane Mattos, apresentou o Sistema Miyawaki de Restauração de Ecossistema na Amazônia. A iniciativa é trabalhada há mais de 18 anos em mais de 13 localidades no estado do Pará, e envolve técnicas de recomposição florestal em áreas degradas ou alteradas. Além de contribuir com o reflorestamento, o Instituto também conscientiza sobre a importância na preservação e conservação das florestas para melhoria do bem estar das comunidades.

 

top